sábado, 10 de dezembro de 2016

JÚLIO VERNE NA BD PORTUGUESA

Jules Verne (1828-1905)
Júlio Verne, ou seja, Jules Gabriel Verne, nasceu em Nantes a 8 de Fevereiro de 1828 e faleceu em Amiens a 24 de Março de 1905. Licenciou-se em Direito, mas não seguiu a carreira de advogado, tendo-se interessado pelo Teatro, o que levou à ira de seu pai. Escreveu então, sem grande êxito, peças teatrais e libretos para operetas, quando já vivia em Paris.
Aqui, conheceu e conviveu com Alexandre Dumas e Victor Hugo. E é onde o afamado editor Pierre-Jules Hetzel o lança, publicando-lhe o romance “Cinco Semanas em Balão”, que foi um triunfo absoluto.
E logo se seguiu a sua imparável carreira de escritor que, ao que consta, são mais de 100 livros, traduzidos e publicados em quase todo o mundo. Sonhador, inventivo e quase “profeta”, é por muitos considerado o criador do género da ficção científica. O último livro que escreveu, em 1904, tem por título “O Senhor do Mundo”.
O Cinema, o Cinema de Animação e a Televisão, têm usado e abusado em adaptações de algumas das suas obras, quase sempre muito bem aldrabadas.
Pelo Cinema, ressalvam-se dois filmes, talvez os mais conseguidos: “Vinte Mil Léguas Submarinas” (1954) por Richard Fleischeir e com Kirk Douglas, James Mason, Peter Lorre e Paul Lukas nos principais papéis; e “A Volta ao Mundo em 80 Dias” (1956) por Michael Anderson e com David Niven, Cantinflas e Shirley MacLaine nos personagens centrais.
Pela Banda Desenhada, quase sempre muito mais correcta e fiel ao livro original, as adaptações têm sido infindáveis por esse mundo adiante... E aqui, também não ficou indiferente a obra de Jules Verne pela parte dos desenhistas portugueses. Ao que conseguimos apurar, até agora, contam-se quatro:

FERNANDO BENTO - num estilo que foi sendo evolutivo, adaptou treze romances (doze no “Diabrete” e um no “Cavaleiro Andante”), a saber: “Dois Anos de Férias”, “A Volta ao Mundo em 80 Dias”, “Robur, o Conquistador”, “Miguel Strogoff”, “Viagem ao Centro da Terra”, “Da Terra à Lua”, “À Roda da LuaUm Herói de 15 Anos”, “Cinco Semanas em Balão”, “Vinte Mil Légua Submarinas”, “A Ilha Misteriosa”...
Pranchas de "A Ilha Misteriosa", por Fernando Bento, in "Diabrete" #417 a #510

“Matias Sandorf”...
Pranchas de "Matias Sandorf", por Fernando Bento, in "Diabrete" #512 a #644

...e “Uma Cidade Flutuante”. Nada desta obra existe ainda em álbum!... Oh, Santa Tristeza!
Capa e pranchas de "Uma Cidade Flutuante", por Fernando Bento,
in "Cavaleiro Andante" #253 a #280 

EUGÉNIO SILVA - em 1983, a extinta (que pena!...) Editorial Publica editou o álbum (hoje bem esgotado), “Matias Sándor” (Matias Sandorff). Constou-nos que uma das nossas editoras, de mente aberta, está seriamente empenhada em reeditar este álbum... Que assim seja!
Pranchas de "Matias Sandorf", por Eugénio Silva, Editorial Publica (1983)

FERNANDO RELVAS - briosamente, publicou na revista “Tintin” (edição portuguesa), apanhando os anos de 1979/1980, uma bela versão a preto-e-branco de “Viagem ao Centro da Terra”. Mais uma tristeza: não existe em álbum!
Pranchas de "Viagem ao Centro da Terra", por Fernando Relvas, in revista "Tintin" (1979/80)

SANTOS COSTA - iniciou pelo ano de 2012, uma adaptação (que ainda não completou!...) de “A Volta ao Mundo em 80 Dias”, cujas primeiras pranchas já elaboradas foi colorindo à experiência e ao computador...
Desabafou-nos em privado, Fernando Santos Costa, que nem pensava, alguma vez, publicar este seu trabalho...
Ora essa!.. Em jeito de ultimatum , exige-se que Santos Costa termine este trabalho e que o consiga editado, dê lá por onde der. Vai uma aposta?
Pranchas de "A Volta ao Mundo em 80 Dias", por Fernando Santos Costa (inédito)

E, só para finalizar o genial Jules (Júlio) Verne, em nota extra, há uma biografia pela Didáctica Editora, “Chamo-me... Júlio Verne”, com texto de Jordi Cabré e ilustrações de Victor Escandell.
LB

5 comentários:

  1. Fico imensamente feliz se tal acontecer!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Amigo
      Parafraseando o que se desejava na série de Cinema “A Guerra das Estrelas”... que a Força esteja contigo.
      Um grande abraço
      Luiz Beira

      Eliminar
  2. Sempre muito interessante e instrutivo.
    Bem hajam.

    ResponderEliminar
  3. INTRÓITO: é a 3ª vez que coloco o comentário seguinte, pois das duas anteriores não aparece... por motivos de oirdem técnica da sra. blogspot.
    Segue...
    Não posso deixar de agradecer ao Anónimo as congratulações, mesmo que estas não fossem dirigidas ao meu caso (porque todos os invocados álbuns desejados dos outros autores são pertinentes). Não fosse ele, nem chegaria a comentar...
    Relativamente ao apoio do Luiz Beira e do Carlos Rico, é evidente que só pode provir - e assim considero - de quem ama verdadeiramente a BD e luta para que esta continue viva e bem viva. Todavia, se não me "morder a mosca" do incitamento, será difícil retomar um trabalho que iniciei como experiência, embora agradável. Se o fizer, podem crer que este blog "BDBD" (Blog de Banda Desenhada) é o principal impulsionador, independentemente da existência de editor, que não costumo buscar, nem mesmo com a candeia de Diógenes.

    Um grande abraço para os Autores e Comentadores

    Santos Costa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma vez, muito reconhecidos pelos teus amáveis esclarecimentos.
      Um abraço amigo do
      Luiz Beira e Carlos Rico

      Eliminar