quarta-feira, 27 de março de 2013

HERÓIS INESQUECÍVEIS (13) - MANDRAKE


Mandrake, o Mágico é o herói de uma das séries mais lidas em todo o mundo. Foi imaginado, ainda na adolescência, por Lee Falk (1911-1999), mas só seria publicado pela primeira vez a 11 de Junho de 1934, sob os auspícios do King Features Syndicate.
Falk que, entre outras séries, também criou o famoso O Fantasma (do qual falaremos um destes dias), foi também dramaturgo e encenador, tendo dirigido actores como Marlon Brando, Charlton Heston, Chico Marx, Paul Newman, etc. Chegou a desenhar as primeiras tiras de Mandrake, mas como não apreciava o seu próprio grafismo, passou essa responsabilidade para seu amigo Phil Davis (1906-1964). Com o falecimento deste, o grafismo da série prosseguiu segundo a arte de Fred Fredericks, embora sem a elegância a que o grafismo de Phil Davis nos havia habituado e tornando o personagem mais em agente secreto do que em habilidoso mágico.
Lee Falk e Phil Davis
Mandrake é um justiceiro que tem como armas a magia e o hipnotismo, sistema que confunde plenamente os seus adversários. Como seus companheiros, conta com o entroncado africano Lothar e a sua eterna noiva, a bela princesa Narda.
As aventuras de Mandrake, em Portugal, foram sobretudo divulgadas na revista "Mundo de Aventuras" e outras, suas publicações satélites, como "Condor Popular", "Colecção Audácia", "Condor Mensal", "Colecção Tigre", etc. E também se salienta nesta acção, o "Jornal do Cuto".
A nível de álbuns, constam cinco: dois pela Futura, dois pela Portugal Press e mais um pela Agência Portuguesa de Revistas.
Na transposição às outras artes, houve uma série em Cinema de Animação e alguma "coisa" com actores, donde, em 1940, uma série realizada pela cinematografia turca, da qual não temos mais dados. Mas, ainda na Turquia, em 1967, Oksal Pekmezoglu, realizou "Sihirbazlar Krali Mandrake Killing'in Pesinde" com o actor Güven Erte.
Cartaz do filme "Sihirbazlar Krali Mandrake Kiling'in Pesinde" (Turquia)
No entanto, em 1939, Norman Deming e Sam Nelson, realizaram "Mandrake, the Magician" com o actor Warren Hull, uma série de doze episódios para a televisão.
Cartaz da série de televisão "Mandrake, the Magician"
Das outras raras apostas cinematográficas versando este herói-BD, contam-se a realização de Will Jason em 1954, com Coe Norton, e em 1979, o filme de Harry Falk com o actor Anthony Herrera. Cineastas famosos, como o francês Alain Resnais e o italiano Federico Fellini, chegaram a sonhar com a ideia, que em nenhum dos casos teve seguimento. Actores como, Marcello Mastroiani, Dirk Bogarde, Paul Newman e, mais recentemente, o irlandês Jonathan Rhys Meyers (o "Henrique VIII" da série-TV "Os Tudor"), chegaram a ser apontados para vestir o personagem Mandrake, mas tudo se ficou por aí. No entanto, esse sonho cinematográfico mantem-se e, ainda sem dados concretos, fala-se em nova versão para breve, onde o jovem actor canadiano Hayden Chistensen terá a seu cargo o papel de Mandrake... Será desta?
Ao nível da Banda Desenhada, esta série merecia bem entre nós, uma edição digna em álbuns. Por que não?


Um dos episódios da série de televisão "Mandrake, the Magician"

Mandrake no "Mundo de Aventuras", com capas de Carlos Alberto Santos

Mandrake sob o traço de Phil Davis


Sem comentários:

Enviar um comentário