domingo, 21 de julho de 2013

HERÓIS INESQUECÍVEIS (15) - CISCO KID

O romancista norte-americano William Sydney Porter (1862-1910), que usou o pseudónimo O. Henry, escreveu, em 1907, a novela "The Caballer's Way", que teve grato sucesso na época. É aqui que aparece o famoso Cisco Kid.
O. Henry (1862-1910)
No entanto, aqui, ele é (ou era) um cruel fora-da-lei, apostado na violência e no crime.
É no Cinema, sobretudo no segundo filme, "In Old Arizona", realizado por Irving Cuimmings e Raoul Walsh, em 1928, que Cisco se vai transformando em herói, assemelhando-se na sua conduta ao lendário Robin dos Bosques.
E, pelo Cinema e pela Televisão, vários foram os actores que (talvez invejavelmente) viveram este sedutor personagem: Warner Baxter (norte-americano), Duncan Ronaldo (romeno), Gilbert Roland (mexicano), Cesar Romero (de origem cubana) até ao mais recente, em 1994, Jimmy Smits ( filho de mãe do Porto Rico e de pai do Suriname). Também a Rádío, em 1942, transmitiu um folhetim radiofónico com Cisco Kid.
É, porém, a Banda Desenhada que dá toda a notabilidade e popularidade a Cisco Kidjusticeiro e namoradeiro por excelência (toda a donzela se apaixona por ele), sempre apoiado pelo gorduchão e divertido Pancho e pelo tão fiel e inteligente cavalo Diabo.
Alberto Giolitti (1923-1993)
As primeiras abordagens deste herói da 9.ª Arte surgem nos primeiros tempos do anos 40, pelos grafismos "titubeantes" de John Giunta e de Bob Jenney. E ainda, muito mais marcante, pelo italiano Alberto Giolitti, que viveu vários anos na Argentina e que, mais tarde, também desenhou o "western" Tex.
Cisco Kid em "La Venganza de Cass Rankin", com desenho de Alberto Giolitti
(história publicada na revista mexicana "Domingos Alegres", n.º 296, de 29.11.1959)

O grande "boom" acontece, porém, em 1951!... A famosa organização-editora estado-unidense King Features Syndicate quis então criar uma série que rivalizasse com a de Zorro, que pertencia a uma organizadora-editora concorrente.
Reed e Salinas
Optando pelo já conhecido Cisco Kid, escolhe e contrata para a devida elaboração o argumentista Rod Reed e o brioso desenhista argentino José Luis Salinas (1908-1885).
Esta encantadora série-BD, na linha "western", durou de 15 de Janeiro de 1951 a 5 de Agosto de 1968.
A Arte esplendorosa de José Luis Salinas... a preto e branco.

Em Portugal, Cisco Kid conheceu, até hoje, apenas dois álbuns(?!), sob edição da extinta Edições Futura. No entanto, estreou-se a 12 de Abril de 1951, no n.º 81 do "Mundo de Aventuras".

Cisco Kid na Colecção "Antologia da BD Clássica", editada pela Futura,
nos anos 80, com desenhos de capa de Augusto Trigo e José Luis Salinas.

É também - necessário e pertinente registo... - nos anos 50 que a série começa a ser publicada semanalmente no suplemento "Notícias Infantil" (do matutino "Notícias" de Lourenço Marques - Moçambique), nas edições às quintas-feiras (a par da publicação de "Mundos Gémeos"). Na edição aos domingos, entre outros, publicavam-se, por exemplo, as séries Príncipe Valente, Tarzan, Capitão Águia, Flash Gordon... e, até, o Pato Donald!
Mas, entretanto, por este nosso Portugal, foi sendo editado, avulsamente e, por exemplo, nas revistas "Condor Mensal", "Colecção  Audácia", "Tigre", "Heróis Inesquecíveis" e "Jornal do Cuto".
Cisco Kid na "Colecção Audácia"

 
   

É lastimável que, em Portugal, este tão cativante herói-BD (como outros) não tenha sido editado com a devida atenção e o devido cuidado e respeito editorial, cronológico e integral, para se poder acompanhar de um modo menos desnorteado, o elegante e impecável grafismo de José Luis Salinas. Sobretudo no seu perfeito e deslumbrante traço na beleza do grafismo a preto-e.-branco. Não dêem cores a "Cisco" nem à impecável Arte de Salinas!
Viva Cisco Kid e... as suas garotas! E viva, José Luis Salinas!


Cartaz do filme "The Return of the Cisco Kid" (1939)

"The Cisco Kid and the Lady", filme realizado em 1939, com Cesar Romero no papel principal

Episódio radiofónico n.º 49 de Cisco Kid: "Pancho and the Parrot" (06.01.1953)





2 comentários:

  1. Realmente, é de lamentar que não haja uma edição de qualidade do Cisco Kid desenhado por José Luis Salinas. Não haverá por aí nenhum "Manuel Caldas" que se queira dedicar a este projecto? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Filipe Azeredo:
      Existe, de facto, uma edição de grande qualidade sobre Cisco Kid e com edição de Manuel Caldas mas em... espanhol!
      Pode consultar e fazer o pedido (caso domine o idioma castelhano) na página oficial de Manuel Caldas:
      http://www.manuelcaldas.com/articulo.php?codigo=cisco_es_01
      Saudações bedéfilas.
      Carlos Rico

      Eliminar