terça-feira, 18 de setembro de 2012

NA PISTA DE EDOUARD AIDANS

Às vezes há enganos aparatosos... O espanhol Horacio Diez, a 18 de Setembro de 2009, noticiou no seu blogue "Comic, Historietas, Tebeos..." que o artista belga Edouard Aidans havia falecido no ano 2000!... Claro que choveram protestos pois em Setembro de 2012 Aidans ainda está vivo e de saúde!
Edouard Aidans
Edouard Aidans nasceu em Andenne (Bélgica) a 30 de Agosto de 1930. Aos 16 anos publicou-se pela primeira vez na revista "Spirou", para onde depois desenhou várias curtas na série "Belles Histoires de l'Oncle Paul". 
Depois, passou a colaborar para as revistas "Line" e "Tintin" e até, ocasionalmente, para a "Pilote" e "Achillle Talon Magazine". 
Por um tempo efémero, tentou prosseguir com a criação original de Hermann, Bernard Prince, donde só resultaram duas aventuras: "La Dynamitera" (Ed. Blanco) e "Le Poison Vert" (Ed. Lombard).
Pelo conjunto da obra foi homenageado e agraciado por Bruxelas em 2006. Mas, já em 2001, o Centre Belge de la Bande Dessinée havia editado, sob coordenação de Michel Vandenbergh, um pequeno álbum sobre a sua vida e obra, "Sur la Piste d'Edouard Aidans".
Chegou a usar os pseudónimos de "Jok" e "Hardan".
Avulsamente, criações suas foram entre nós publicadas nas revistas "Cavaleiro Andante", "Pisca-Pisca", "Mundo de Aventuras", "Tintin" e "Zorro".
Das suas séries mais notáveis, demarcam-se "Tounga", "Marc Franval", "As Panteras", "Tony Stark" e, com argumento de Jean Dufaux, "La Toile et la Dague".
A série "Tounga", pelas Éditions Joker, já conheceu a versão integral em seis tomos e com capas novas. 
Por sua vez, a famosa série "Marc Franval", coloca este herói (mais sua esposa Cathy e o filho Didi) em três episódios em cenários portugueses: duas curtas, uma em Angola e outra em Moçambique (que nesse tempo eram territórios portugueses) e "Destination Desertas", uma longa passada na região de Lisboa mas, sobretudo, no arquipélago da Madeira. 
Que pena não existir ainda o álbum em português! E se metêssemos uma "cunha" ao Dr. Alberto João?...
Prancha de "Destination Desertas"
Algumas vezes, Edouard Aidans também abordou a BD humorística. Porém, é um perito na linha clássica realista que, através da sua obra, ainda não erradicou os emotivos sonhos do nosso quotidiano.

Sem comentários:

Enviar um comentário