domingo, 14 de setembro de 2014

EVOCANDO (11)... FERNANDO BENTO

Fernando Bento (1910-1996)
Foi nesta data, 14 de Setembro, no ano de 1996, que o mundo português da Banda Desenhada perdeu um dos seus mais distintos e extraordinários criadores: Fernando Bento. Por isso o recordamos hoje e aqui, pois não está nem poderá estar esquecido.
Encantador em diversas versões artísticas (ilustrador, figurinista, capista, caricaturista, banda desenhista, pintor e maquetista), de seu nome completo Fernando Trindade Carvalho Bento, nasceu em Lisboa a 26 de Outubro de 1910.
Em vida, foi homenageado nos Salões  da Sobreda, Amadora, Lisboa, Porto, Viseu e, postumamente, em Moura. 
Em 2010, pelo primeiro centenário comemorativo do seu nascimento, houve uma tocante exposição de homenagem que esteve patente em Moura, Sobreda, Viseu e Beja. Uma outra, diferente, foi exibida na Amadora. 
Lisboa (1999) e  Sobreda (2011) incluíram o seu nome nas respectivas toponímias.
A sua vasta obra espalha-se por inúmeros periódicos. Chegou a ser editado na Bélgica e em Espanha. A maioria da sua marcante obra regista-se nas páginas de "Diabrete" e "Cavaleiro Andante", com algumas histórias reproduzidas também no "Mundo de Aventuras".


Prancha de "Beau Geste", in Caveleiro Andante (#9)
Também algumas criações suas - muito poucas, no entanto! - conheceram a versão álbum e/ou mini-álbum, como por exemplo: "Beau Geste", "A Ilha do Tesouro", "Com a Pena e Com a Espada" (as vidas de Camões e de Afonso de Albuquerque), "Serpa Pinto", "O Mistério do Tibete", "A Montanha do Fim-do-Mundo ", "Moby Dick", "A Revolta na Jamaica", "Regresso à Ilha do Tesouro " (que ficou incompleto, pois não chegou a elaborar a terceira parte), "As Mil e Uma Noites","Um Campeão Chamado Joaquim Agostinho" e "O Anel da Rainha de Sabá ".


 

Outras admiráveis glórias da sua Banda Desenhada aguardam ainda publicação em álbum, se houver um arrojado e competente editor para tal: "As Minas de Salomão", "Nun'Álvares", "Matias Sandorf", "Scaramouche", "O Pagem do Rei", "A Ilha Perdida", "A Torre de Sete Luzes", "Quentin Durward", "A Ilha Misteriosa", "Emílio e os Detectives / Emílio e os Três Gémeos", a breve serie sobre o detective Sherlock Holmes, etc. Talvez um dia...
Hoje e sempre, o artista e amigo Fernando Bento, está sempre connosco!
LB



Capa/prancha de "O Patinho Feio", in Diabrete (#643)
Cabeçalho para um texto adaptado de "O Pequeno Lord", in Diabrete (#646)

Prancha de "O Pagem do Rei", in Diabrete (#646)
Prancha de "As Minas de Salomão", in Diabrete (#724)
Prancha de "O Diadema das Esmeraldas", in Cavaleiro Andante (#390)
Prancha de "A Vida Aventurosa de Serpa Pinto", Edição Gicav

Capa do número especial dos "Cadernos Moura BD" dedicado a Fernando Bento,
com edição da Câmara Municipal de Moura (2010)
Capa do n.º 21 dos "Cadernos Sobreda BD" com edição da
Junta de Freguesia da Sobreda e da Câmara Municipal de Almada (2010)
Capa do álbum "Um Campeão Chamado Joaquim Agostinho",
com edição do Gicav e da Câmara Municipal de Viseu (2010)

Sem comentários:

Enviar um comentário